Moçambique: Vale investe no desenvolvimento da inseminação artificial de gado bovino

Moçambique: Vale investe no desenvolvimento da inseminação artificial de gado bovino

A Fundação Vale irá investir para o desenvolvimento da inseminação artificial em Moçambique, uma tecnologia que visa acelerar o melhoramento genético do gado bovino, carne e leite no país. Para o efeito, a Fundação Vale e o Ministério da Agricultura (MINAG) rubricaram, semana passada, um protocolo de cooperação para a implementação do Programa Nacional de Inseminação Artificial em Moçambique, uma iniciativa criada no âmbito da Estratégia de Desenvolvimento Agrário.
Segundo um comunicado da companhia mineira brasileira Vale, o programa prevê a promoção do uso da tecnologia de inseminação artificial junto de criadores de gado bovino em todas as províncias do país com condições agro-ecológicas favoráveis à prática desta tecnologia de reprodução animal.
“O protocolo preconiza que a Fundação Vale se responsabilize pelo investimento, aprovisionamento e disponibilização ao Ministério da Agricultura de material genético, kits de inseminação artificial, entre outros, bem como pelo apoio aos cursos de inseminação artificial que serão realizados pelo próprio Ministério”, indica o comunicado.
Ao abrigo do mesmo acordo, prevê-se ainda a implementação da inseminação artificial também na Fazenda Modelo, um organismo da Fundação Vale, em Cateme, na província central de Tete, responsável por promover a transferência de conhecimento para a geração de renda e a melhoria da productividade agrícola que beneficia as famílias reassentadas.
Cateme é o bairro do distrito de Moatize para onde foram reassentadas cerca de 500 famílias retiradas do local onde a Vale está agora a explorar carvão mineral.
Como parte da companhia Vale, a Fundação Vale tem a missão de promover o bem-estar da sociedade e o desenvolvimento socio-económico sustentável de Moçambique, através da cooperação com entidades públicas, privadas e comunidades.
As acções de responsabilidade social desta organização em Moçambique iniciaram em 2011 e abrangem diversos projectos nas áreas de educação, cultura, saúde, actividades económicas, saneamento básico e infra-estructura social e ambiental.
Fonte: @ Verdade, adaptado pela Equipe Milknet
31/07/2012