Governo disponibiliza bagaço de cana para alimentar o gado

Governo disponibiliza bagaço de cana para alimentar o gado

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri) está adquirindo 6,6 mil toneladas de bagaço de cana-de-açúcar para atender aos agricultores familiares dos municípios em situação de emergência por conta da estiagem. O produto é fornecido ao gado como complementação alimentar e, assim, garante a produção de leite.
“É importante que o agricultor familiar, que possui poucos animais, não se desfaça deles, pois o animal é um bem, um investimento e uma fonte de renda. A pecuária de leite é a principal vocação das famílias do campo no Sertão, por isso, temos que garantir condições para que elas continuem com essa atividade”, frisou o secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário, José Marinho.
O bagaço de cana-de-açúcar está sendo adquirido com recursos disponibilizados pelo Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), após determinação do governador Teotonio Vilela e análise do Comitê Integrado de Combate à Seca.
De acordo com o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Seagri, Hibernon Cavalcante, todos os 33 municípios em situação de emergência foram informados do repasse do bagaço, por meio das Gerências Regionais da secretaria. Os municípios de São José da Tapera, Santana do Ipanema, Olho D’Água das Flores e Ouro Branco já estão providenciando o transporte do material, que deve ser obtido na Cooperativa Pindorama, em Coruripe.
Segundo ele, inicialmente serão atendidos 1.200 criadores, que possuem até 20 animais cada um, por um período de dois meses. “O governo do Estado, por meio da Seagri, também está providenciando a aplicação de recursos disponibilizados pelo governo federal para fortalecer esta ação”, destacou o superintendente.
Hibernon Cavalcante explicou ainda que o bagaço de cana deve ser fornecido aos animais junto com outro produto, como a palma forrageira, para que se torne um alimento mais completo.
Fonte: Aqui Acontece, adaptado pela Equipe Milknet